VOLUNTÁRIOS DA ANAFS NO PRESTIGE EM 2002

14 Novembro 2016

 14 anos depois a cadeia de televisão SIC recorda

No dia 13 de novembro de 2002, chegava ao Centro de Salvamento de Finisterra um pedido de ajuda. Apanhado numa tempestade, o Prestige, carregado com 77 mil toneladas de fuelóleo, tinha aberto um rombo no casco. Seis dias depois, o petroleiro acabou por partir-se em dois e afundou-se a 270 quilómetros da costa galega. A maré negra que provocou estendeu-se por mais de três mil quilómetros. Foi a maior catástrofe ambiental da Península Ibérica. O Perdidos e Achados regressou à Galiza para recordar as imagens brutais da tragédia ecológica, entrevistar protagonistas e perceber o que mudou desde então.

Veja aqui a reportagem da SIC